OITO DICAS PARA ESCOLHER O FOTÓGRAFO DO SEU CASAMENTO

26 mar 2017
Postado em DestaquesPlanejando // com 0 comentários

É uma escolha difícil, eu sei. Você está prestes a confiar em alguém as imagens de um grande dia. Como fazer a escolha certa?

As 8 dicas abaixo preparadas pela fotógrafa Rosélia Lima vão te ajudar. :)

roselia_lima-fotografa-casamento-ribeirao_preto

1) Identifique-se com o trabalho do fotógrafo

Possivelmente você receberá inúmeras recomendações/indicações de amigos; o que é muito bom, afinal, eles não vão te indicar um profissional com o qual tenham tido problemas ou tenham ficado insatisfeitos. Contudo, tente pensar que o que foi bom para seus amigos pode não ser bom para você… Afinal, vocês podem ter opiniões e gostos bem distintos. Confie nas indicações sim, mas pesquise… veja as dicas que lhe proponho.
O primeiro grande passo para a escolha do seu fotógrafo de casamento é visitar o site dos fotógrafos que possivelmente você poderá contratar e eleger aqueles com os quais você mais se identifica.
Repare que cada um tem um estilo: clássico, moderno, fotojornalismo, artístico; uns usam flash, outros preferem luz natural, alguns utilizam artifícios pré ou pós-produção, enfim. Pergunte-se “como quero minhas fotos?”. A sua resposta a essa pergunta te levará ao passo seguinte.
Um “tour” pelas redes sociais também é uma maneira de conhecer um pouco mais sobre o fotógrafo; nem tanto pelas fotos (que certamente já estarão no site), mas normalmente você conseguirá ver como ele escreve, como define seu trabalho, como interage com seus clientes, etc.

2) Faça visita aos fotógrafos que você mais gostou

Esse segundo passo dá um pouquinho mais de trabalho, pois demanda tempo, mas é indispensável, importante e faz toda a diferença.
Na reunião pessoal você poderá:
– conhecer o escritório ou estúdio do fotógrafo;
– tirar suas dúvidas.;
– obter explicações e detalhes de como o fotógrafo trabalha… conheça bem o antes, durante e depois de todo o trabalho (desconfie de fotógrafos não sabem se expressar a cerca do seu próprio trabalho ou que não mostram carinho e paixão pelo que fazem);
– empatia e afinidade são fundamentais, afinal, esse é o profissional que passará mais tempo com vocês no dia do casamento; não dá pra contratar um fotógrafo com o qual “você não foi com a cara”;
– alinhar as expectativas, fale dos seus sonhos, detalhes e momentos mais importantes; perceba se o fotógrafo se envolve… e sim, valorize aqueles que mais se importam com isso;
– cuidado com fotógrafos que tentam impor condições, regras e “tem que ser assim, do meu jeito”; não entregue seu sonho nas mãos e olhar de uma pessoa que não se importa, que não se envolve, que não se preocupa ou que tenta lhe impor a sua maneira de fazer as coisas;
– estabelecer confiança, nesse primeiro contato você deve se sentir seguro em relação ao que está contratando;
– fazer uma ou duas fotos bonitas num casamento é fácil, na reunião peça para ver um álbum ou trabalho completo de um mesmo casamento, do início ao fim; tente se ver naquelas fotos e se de fato é isso que você quer mostrar para seus familiares, amigos e quem sabe daqui alguns anos aos seus filhos e netos.

3) Faça algumas perguntas específicas

– Há quanto tempo você fotografa?
– Qual seu diferencial em relação a outros fotógrafos?
– E se sua câmera quebrar no dia do casamento?
– Como você lida com noivos tímidos? Ansiosos ou exigentes? (neste ponto, adapte a pergunta baseado no perfil de vocês).
Esses são só alguns exemplos pra mostrar que você deve fazer as perguntas que são importantes pra você. Tente pensar na principal característica que você quer encontrar no seu fotógrafo de casamento… na reunião, questione e identifique se esse profissional poderá atender suas expectativas.

4) Alguns detalhes fazem a diferença

Alguns detalhes, digamos “mais técnicos” podem fazer toda a diferença na hora de se decidir entre o fotógrafo A ou B, por exemplo:
– o fotógrafo irá pessoalmente fotografar seu casamento ou enviará equipe? Penso que, você contrata o fotógrafo baseado no nome que ele tem, nas fotos que apresenta, no relacionamento que foi estabelecido e outras coisas importantes, pra mim, isso é fator determinante para que no dia do casamento ele vá pessoalmente no seu casamento e não envie somente equipe, que certamente você não terá oportunidade de conhecer antes do grande dia.
– desconfie de fotógrafos que fazem o registro fotográfico sozinho, sem equipe. Tudo bem se seu casamento for um civil ou um mini-wedding pra umas 60 pessoas, até aí tudo tranquilo… mas para casamentos maiores é um risco fazer um casamento sendo o único fotógrafo, afinal, ele pode perder momentos importantes. Sei que muitos noivos optam por essa escolha por ser mais econômica, mas em alguns casos o barato pode sair caro, ou no mínimo gerar insatisfação. Além disso, ter no mínimo 2 fotógrafos te garante mais fotos, ângulos diferentes e fotos do noivo e noiva em momentos separados, por exemplo, naquele momento em que a noiva está na pista de danças e o noivo está passando a gravata.
– pergunte sobre a quantidade de horas que o fotógrafo ficará com você no casamento. Eu particularmente acho que o papel do fotógrafo no dia é registrar sua história, com todos seus momentos e detalhes, estabelecer 1 hora de making-of da noiva ou ir embora quando ela jogar o buquê não é o comprometimento ideal… ficar de 3 a 4 horas no making-of e ir embora junto com os noivos é sim muito mais louvável… valorize profissionais com essa postura.
– questione sobre a edição e entrega das fotos (um trabalho consistente exige um grande trabalho de escolha das melhores fotos e edição uma a uma; alguns fotógrafos limitam a quantidade de fotos que será entregue e até cobram mais caro caso o cliente queira uma quantidade maior, outros editam somente a fotos que irão pro álbum, alguns ainda entregam somente as fotos que irão pro álbum… enfim, entenda exatamente como o fotógrafo que você pretende contratar se posiciona em relação a isso.

5) Busque referências

Você pode ter tido uma ótima reunião, gostado do trabalho, mas talvez ter sido enganado por um “ótimo vendedor”, validar algumas coisas que foram ditas podem te fazer sentir ainda mais seguro em relação ao fotógrafo. Converse com clientes, pesquise opiniões e referências, veja depoimentos.

6) Compare profissionais e orçamentos

Depois da etapa de reuniões, chegou o momento de comparar os profissionais. É interessante selecionar de 3 a 4 profissionais e escolher entre eles.
Nesse ponto, pense com carinho e atenção. Preço não deve ser fator determinante… Claro que existem profissionais que cobram muito caro e não oferecem um trabalho tão bom assim, o contrário também é verdadeiro, profissionais que cobram barato e não entregam um trabalho que seja satisfatório.
Dinheiro é importante sim, mas tente economizar em outras coisas, não na fotografia do seu casamento… que sem dúvidas, é a única coisa que te fará recordar seu grande dia. Lembre-se fotos não têm preço, têm valor!
Leve em consideração fatores como qualidade, confiabilidade, empatia, afinidade, estilo fotográfico, atendimento, maneira de trabalhar, prazos, comprometimento, enfim.

7) Exija contrato

Pronto! Depois de conhecer, comparar e escolher é a hora de firmar o compromisso entre ambas as partes. O fotógrafo pode ser legal, confiável e excelente, mas exija contrato e que todas as coisas conversadas com ele sejam formalizadas. Assim você garante ainda mais sua tranquilidade e também os direitos e deveres de ambas as partes.

8) Crie relacionamento

Esse último item pode parecer menos importante ou desnecessário, mas acredite: não é! Pra mim essa é uma das coisas mais indispensáveis, aos meus noivos costumo dizer que quanto maior é o relacionamento estabelecido entre mim e eles antes do casamento, maior será a entrega e confiança que estabeleceremos no dia do casamento.
Vá contando ao seu fotógrafo detalhes do grande dia, até porque certamente alguns meses separam a assinatura do contrato e o casamento, até lá vocês podem ir mudando algumas coisas, contratando outras, incrementando isso ou aquilo. Manter seu fotógrafo por dentro de tudo é fundamental pra garantir que ele esteja atento e preparado para fazer os melhores registros.
Antes do casamento, faça uma reunião final pra conversar sobre os roteiros e detalhes de making of, cerimônia e festa.

Texto e foto: Rosélia Lima. Artigo extraído originalmente daqui.


Comente pelo Facebook:

Ou comente por aqui

bem-casados bolo brindes buffet buque colorido cabelo e maquiagem casamento classico casamento colorido casamento de dia casamento noite casamento no verão casamento real casamento rústico casamentos reais casamento vintage casoriomarceloefernanda cerimonial chalkboard convite casamento decoração decoração colorida decoração dia decoração verde dicas diy doces ensaio feira de noivas fornecedores fotografia lembranças lousinha luzinhas madrinhas padronizadas maquiagem noiva música noivado organizando casamento papelaria casamento pre-wedding publieditorial roselia lima tendência decoração casamento vestido vestido de noiva

Noivas De Ribeirão Preto • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por